sábado, 1 de agosto de 2015

Horizontina (RS)

Em 18 de setembro de 1927 o Engenheiro Frederico Jorge Logemann implantou o marco inicial da cidade de Horizontina, na então Colônia Belo Horizonte, a qual fazia parte do município de Santo Ângelo, integrando as Missões Jesuíticas.
A colonização particular deveu-se ao fato de o Estado pagar dívidas para com o engenheiro, através da escrituração destas terras, pelos serviços de construção de estradas e pontes na região. Salienta-se que, aqui chegando, o colonizador encontrou índios e algumas famílias de posseiros que já desbravavam a mata, tirando dali o seu sustento.
A primeira casa de alvenaria foi construída pela Firma Dahne e Conceição & Cia. e serviu de sede administrativa para o Serviço de Colonização.
Com a emancipação de Santa Rosa, em 1931, Belo Horizonte também desmembrou-se de Santo Ângelo, ficando anexada ao novo município.
Em outubro de 1937, a colônia Belo Horizonte foi elevada a categoria de Distrito do município de Santa Rosa, passando a denominar-se Vila Horizonte, tendo como primeiro Sub-prefeito o senhor Francisco Borges.
Em 1943, pelo fato da capital de Minas Gerais denominar-se Belo Horizonte e já existir uma vila com o nome Horizonte, a população manifestou o desejo de alterar o nome do Distrito, sendo que pela carta geográfica do Rio Grande do Sul, e sob a direção do Dr. Adolfo Ambros, a Vila Horizonte passou a ser chamada de Horizontina.
Em 19 de julho de 1953 foi escolhida a Comissão Pró-emancipacionista e, em 20 de dezembro do mesmo ano, a vontade do povo foi legitimada através da realização do Plebiscito que autorizou a criação do município.
Em 18 de dezembro de 1954, através da Lei nº 2.556, assinada pelo Governador do Estado, General Ernesto Dornelles, foi criado o Município e em 28 de fevereiro de 1955, tendo como primeiro prefeito o Engenheiro Jorge Antônio Dahne Logemann, instalou-se o município de Horizontina.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Pedágio

Deverá ser publicada amanhã (25) no Diário Oficial do Estado a promulgação da Lei 14.487/2014, de autoria do deputado Carlos Gomes (PRB), que institui pagamento único aos veículos que passarem mais de uma vez no dia pelo mesmo posto de pedágio nas rodovias administradas pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). Na prática, o motorista pagará a tarifa no percurso de ida, ficando isento no retorno, desde que faça o trajeto até as 23h59min da mesma data. O sistema vale para qualquer tipo de veículo e a forma com que o motorista deverá comprovar que já pagou será definida pela própria EGR.

A matéria foi aprovada na Assembleia Legislativa em outubro passado, mas em seguida vetada pelo governador Tarso Genro. Após a derrubada do veto pelos deputados gaúchos na última semana, coube ao presidente do Parlamento, deputado Gilmar Sossela (PDT), promulgar a lei na tarde desta segunda-feira.

Apesar do veto do governador, não foi apresentado estudo de impacto nas contas do Estado e nos investimentos da EGR nem estimativa do número de beneficiados ao dia. Durante a discussão do projeto em plenário, deputados da oposição aproveitaram para fazer críticas à má conservação das estradas gaúchas.

R$ 5 milhões em recursos para a (APAE) do Rio Grande do Sul.

Uma emenda de autoria do deputado estadual Carlos Gomes (PRB) no Orçamento do Estado para 2014 garantiu a destinação de R$ 5 milhões em recursos para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) do Rio Grande do Sul.


A APAE conta com 209 unidades no estado, responsáveis por prestar atendimento a mais de 100 mil pessoas nas áreas de saúde, educação, assistência social, esporte, arte e inclusão para o trabalho. Atualmente, 18.350 alunos frequentam as escolas da entidade. “Esses recursos são bem-vindos porque as APAES têm se sustentado em grande parte com o auxílio das comunidades. Os cargos de diretoria são voluntários e a maioria das famílias atendidas são de baixa renda”, explica a coordenadora pedagógica da APAE do RS, Lúcia Centena.
De acordo com o presidente da entidade, Luiz Alberto Maioli, serão consideradas necessidades individuais na utilização dos recursos. “Nossas unidades têm demandas distintas, mas a maioria envolve reformas na estrutura física e aparelhamento das APAES”, observa.
Nesta quarta-feira (12), Carlos Gomes, que foi o relator do Orçamento do Estado na Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e controle, recebeu em seu gabinete os dirigentes da entidade, que o convidaram para um encontro das APAEs,a ser realizado na próxima segunda-feira, em Porto Alegre.

domingo, 3 de novembro de 2013

Pedagios







Como planejar o próximo ano da sua vida

•    Quais os principais pontos a serem observados por quem pretende planejar?

Em primeiro lugar saber exatamente a direção para onde está indo, e estabelecer um alvo. Muita gente planeja coisas soltas, que não tem ligação com nada. Os seus planos para os próximos 12 meses, precisam estar dentro de um plano maior para 5 ou 10 anos, e também com seus planos gerais de vida ou de família.
De outro lado é preciso saber que rumo você quer dar para sua vida. Seus planos imediatos podem ser muito bons, mas eles contribuem para os planos de longo prazo? Compare aquilo que você está pensando ou sentindo com aquilo que você quer ser daqui 10 ou 20 anos.


•    Como ser bem sucedido neste planejamento?

Estabelecendo alvos compatíveis com a realidade e criando disciplinas para alcançá-los. Ninguém deve estabelecer alvos irreais. Você tem o direito de sonhar, mas depois avalie seus sonhos e veja quantos deles podem ser concretizados e em que tempo.
De outro lado, escreva os planos, coloque um resumo ao lado do espelho do banheiro ou acima da cabeceira da cama. Todos os dias pela manhã olhe para os seus alvos e saiba que você está vivendo mais um dia para executar parte de algo bem maior. Crie disciplinas praticas para executar os alvos. Saiba o que você tem que fazer dentro de um mês e de uma semana para atingir os alvos maiores.


•    O que deve ser levado mais em conta: sucesso ou satisfação? As duas coisas ou mais algumas?

Na minha visão as duas coisas caminham juntas. Muita gente confunde sucesso com fama, mas são duas coisas diferentes. As vezes algumas pessoas famosas não são necessariamente bem sucedidas. No entanto, a maioria das pessoas bem sucedidas estão satisfeitas com o que fazem.
A satisfação está ligada à realização pessoal de um projeto de vida ou de família. Isto normalmente gera a execução de um sonho bem sucedido. No entanto, nem todas as pessoas bem sucedidas são famosas. 


•    Há uma tendência a que se façam prognósticos ao final de cada ano. Como se prevenir para não entrar nesta onda?

É preciso separar os prognósticos reais dos fantasiosos. Ter dados concretos para o seu planejamento sempre é importante. Dados ajudam a tomar decisões e podem indicar tendências. No entanto, para quem tem um projeto de vida, esses dados são apenas uma parte do todo.
As vezes surgem oportunidades de fazermos coisas completamente diferentes. Nenhum prognóstico pode indicar algumas oportunidades que surgem. No entanto, você deve avaliar se a oportunidade se encaixa com o projeto maior de vida. Se sim, faça mudanças radicais, mude de cidade, de atividade ou em qualquer outra área que contribua para isto. Se a oportunidade não contribui, tire-a da sua frente. Em ambas as situações, não perca o alvo.
Por Josué Campanhã

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Encontro Regional e posse da Executiva de Santa Rosa e Girua

O Partido Republicano Brasileiro empossou, na última sexta-feira (27), as comissões executivas de Santa Rosa e Giruá, durante evento em que também foram instaladas as coordenadorias municipais do PRB Juventude e do PRB Mulher santa-rosenses. Presidente do PRB gaúcho, o deputado estadual Carlos Gomes comemorou o ingresso de novos filiados na cerimônia realizada na Câmara de Vereadores de Santa Rosa.

A assistente social Jaqueline Alves dos Santos, 39 anos, assumiu a presidência do PRB com o objetivo de estruturar o partido em Santa Rosa para as eleições do ano que vem. Aos 39 anos, casada e mãe de três filhos, ela salienta que um dos principais desafios da legenda será incentivar a população a se envolver diretamente com a política, por meio da criação e da proposição de ideias que contribuam para o bem comum.

Ao ser empossado presidente da executiva de Giruá, o químico e mecânico Adelar Portela observou que a missão da sigla é ser o elo entre as demandas da comunidade e o Poder Público. Casado, 35 anos e pai de uma menina, Portela ressaltou que a transparência e a ética devem pautar o trabalho político, características que ele sublinha na atuação dos parlamentares do PRB. O deputado Carlos Gomes destacou o legado moral deixado pelo ex-vice-presidente da República José Alencar, que mesmo após erguer um império financeiro ingressou na vida pública por acreditar que a política é um instrumento de transformação social.


O coordenador estadual do PRB Juventude, vereador de Canoas Cesar Augusto, empossou André da Rosa no comando municipal do segmento e a subcoordenadora do PRB Mulher do Rio Grande do Sul, Rafaela Zappas Moreira, nomeou oficialmente Nadia Pimentel para liderar o movimento em Santa Rosa. Também participou do encontro o presidente do PRB de Horizontina, Jessé Martins, e o coordenador do PRB Juventude do município, Anderson Hindersmann  e os secretários do partido de Horizontina Paulo Pavan e Ezequiel Martins

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Coordenadora do PRB Transporte - Sula Miranda


A coordenadora nacional do PRB Transportes e representante do Parada (Pacto Nacional pela Redução de Acidentes), Sula Miranda, participou na sexta-feira (30), juntamente com diversas autoridades, da campanha para redução de acidentes de trânsito, em Interlagos. Sula conversou com a imprensa durante uma coletiva, ao lado de Emerson Fitipaldi, o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro e do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.
Sula_570_parada_1
Durante o evento, foi apresentada a peça publicitária em que Emerson Fittipaldi se emociona ao lembrar dos inúmeros amigos que perdeu ao longo de sua carreira no automobilismo, traçando um paralelo para a vida de cada cidadão, que igualmente perdeu familiares e amigos no trânsito.

A cantora Sula Miranda aproveitou para dar um recado aos caminhoneiros, categoria profissional a qual ela sempre esteve vinculada por conta de suas músicas. ”A gente já está com a campanha há mais de um ano, mostrando que se todos nós respeitarmos as regras de trânsito os acidentes diminuem. O caminhoneiro, que já tem essa visão, sabe que é a vida dele que está na estrada todos os dias e além da vida dele preserva a vida de muitos cidadãos”, ponderou a Rainha dos Caminhoneiros.
Código de Trânsito Brasileiro comemora 16 anos 
No dia 23 de setembro comemora-se 16 anos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB – Lei 9503/97), considerado por especialistas como um dos melhores do mundo. Segundo o coordenador municipal do PRB Transportes, Judson Reinert, não são apenas os gestores das cidades, mas sim toda a sociedade civil responsável pelo seu cumprimento. “Muito ainda precisa ser feito para a conscientização dos usuários nos quesitos humanização e cidadania para diminuição dos acidentes e óbitos. Estamos trabalhando para isto!”, comentou o parceiro de Sula.
Texto de Portal Terceiro Tempo – Alterado por Danielli Ferreira

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

PRB no rádio e TV




PRB gaúcho exibe propaganda partidária


O Partido Republicano Brasileiro (PRB) do Rio Grande do Sul exibe, a partir desta terça-feira (20), a sua propaganda partidária gratuita de rádio e televisão. Cinco programas de TV distintos, de 1 minuto cada, destacarão o trabalho da legenda nos municípios. Também as rádios transmitirão, de forma alternada, cinco programas que ressaltam os ideais republicanos e as linhas de atuação do partido. Apresentada pelo presidente do PRB gaúcho, deputado estadual Carlos Gomes e lideranças de diversos municípios gaúchos, a propaganda partidária irá ar nos dias 20, 23, 26, 27, 28, 30 de agosto e 3 de setembro. Nas rádios, entre 20h e 22h. E nas emissoras de TV, das 19h30 às 22h.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Uma republicana forte e determinada


Sandra Faraj Cavalcante

Administradora Regional do Lago Norte (PRB-DF)

Publicado por Redação PRB em 19/08/2013 às 8h00

Uma republicana forte, determinada e que desde criança possuía um espírito de justiça social. Nascida em Brasília, casada e formada em Administração com Especialização em Comércio Exterior e Finanças pelo Instituto IBMEC, ela é reconhecida por sua atuação intensa nas áreas de gestão administrativa e em projetos sociais. Antes de assumir a Administração Regional do Lago Norte, a nossa entrevistada também foi subsecretária de Articulação Política da Secretaria de Estado do Entorno. Além disso, ela esteve à frente da Subsecretaria de Apoio à Realização de Eventos do Governo do Distrito Federal. Nesta edição, conheceremos mais sobre a vida agitada de Sandra Faraj, uma mulher de potência.

Entrevista

1. Como surgiu o seu interesse pela política?

S.F. – Desde muito nova eu tenho o espírito de justiça social. Eu sempre olhei aquelas pessoas com menos oportunidade e almejava ajudar, eu me sentia na obrigação de abrir oportunidades para elas. Quando mais jovem, por diversas vezes assisti um cenário de injustiça: Dos fortes terem sempre mais oportunidades do que os fracos. Então, isso é uma coisa que está dentro de mim desde criança.

2. E como você foi apresentada ao PRB?

S.F. – Eu vim por meio do convite do deputado distrital Evandro Garla. O PRB é um partido que me dá muita tranquilidade, ele tem os ideais que eu também tenho: Os valores de família e os valores cristãos. Eu me identifiquei também com a ideologia do partido porque é paralelo com o que eu tenho.

4. Por isso você optou ingressar no PRB?

S.F. – Sim, como os ideais e valores do PRB batiam com os meus valores, podíamos conversar das mesmas coisas, sem contar que eu me senti bem-vinda, me senti em família, me senti em casa dentro do partido. Os dirigentes são pessoas como eu, apesar de já termos tido certo relacionamento, então, foi fácil. Mas o principal é que o PRB é um partido que está sendo formado e que está crescendo, ele ainda não cresceu totalmente, ou seja, tem muito para crescer! Então, nós fazemos parte da construção! Eu gosto de construir! Eu não gosto de apenas chegar e sentar em uma cadeira, naquela cadeira... Gosto de fazer parte da construção. Enfim, vejo no PRB um partido de oportunidades.

5. Você topou gerenciar a Administração Regional do Lago Norte, como está sendo o desafio?

S.F. – Está sendo de grande valia, estou me sentindo muito honrada. Eu sou formada em administração de empresas com especialização em finanças no comércio exterior. Na minha vida privada eu passei vinte anos administrando. Então, para eu fazer isso na vida pública com os ajustes da diferença da vida privada, para mim é muito prazeroso. Na minha área de formação, eu tenho habilidade, pois gosto muito da minha escolha, fora a oportunidade ímpar de estar junto com a comunidade, de poder atender aos anseios coletivos, que é justamente a grande missão do gestor público. O gestor público não age para ele, ele não constrói o quarto de uma casa, mas ele constrói uma cidade para as pessoas. A nossa visão é sempre o coletivo. Ser administrador é muito bom porque você consegue trazer/aproximar as necessidades das pessoas da comunidade com o poder público e viabilizar soluções práticas.

6. O PRB tem empossado mulheres para assumir cargos de liderança. Você acredita que as mulheres precisam se capacitar ainda mais?

S.F. – Acredito que sim, pois estamos em um país machista, em uma sociedade machista. Se a mulher não correr atrás para estar em um nível de capacitação de forma igualitária a do homem, ou no mesmo nível dele, ela sempre vai estar com menos oportunidades. É preciso buscar novas oportunidades, buscar estar dentro do cenário do mercado ou da política. As mulheres precisam fazer parte das mudanças, das decisões e isso não é uma visão feminista. Apesar de as mulheres terem suas fragilidades, de ter uma vida diferente da do homem, ela é tão capacitada, e até mais, do que o homem, pois ela consegue gerar filhos, ela consegue cuidar de uma casa, ela consegue ter um trabalho fora, ela consegue dar valor à sociedade. A mulher é uma potência.

7. Para finalizar, o que é ser 10 pra você?

S.F. – Ser 10 é ser PRB! Ser 10 é estar em um partido que pense no coletivo, que pense em todos os aspectos em qualidade de vida, que pense nos valores a serem expressos em uma sociedade. Então, ser 10 é fazer parte de uma sociedade, de uma entidade onde visa o bem comum. 

Por Eulla Carvalho – Comunicação Nacional do PRB

Fotos: Douglas Gomes

terça-feira, 23 de julho de 2013

Mensagem em rede nacional do PRB

Foto: Mensagem em rede nacional especialmente pra vc: Próxima quinta-feira, dia 25 de julho, fique ligado na TV ou no rádio!!! ;)


Lembre seus amigos, marque-os aqui. =)
Mensagem em rede nacional especialmente pra vc:
Próxima quinta-feira, dia 25 de julho, fique ligado na TV ou no rádio!!!


Lembre seus amigos!!!

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Proposto centro pró-saúde do homem




O deputado estadual Carlos Gomes (PRB), acompanhado da presidente do Instituto Nacional da Próstata (Inprós), Enilda Ferreira, pediu apoio do secretário estadual da Saúde, Ciro Simoni, para a criação do Centro de Atendimento da Saúde do Homem, em Porto Alegre. O objetivo é agilizar o tratamento e a prevenção ao câncer de próstata e às doenças masculinas, especialmente na faixa etária acima dos 40 anos.

Para Enilda, as medidas de conscientização têm impacto limitado se os serviços públicos não oferecerem atendimento qualificado. “Queremos evitar que muitos homens acabem condenados à espera não de um tratamento, mas de medidas paliativas, uma vez que a doença tenha se agravado.” Ciro Simoni saudou a iniciativa e observou que é necessária uma parceria entre os governos estadual e municipal. Carlos Gomes é autor da lei n˚ 14.044/2012, que institui a Semana Estadual da Saúde do Homem, a ser comemorada em agosto.


Matéria publicada na edição de 6 de junho de 2013 do Correio do Povo

sábado, 25 de maio de 2013

Apresentador Álvaro Garnero se filia ao PRB


O apresentador e empresário Álvaro Garnero filiou-se nesta quarta-feira ao Partido Republicano Brasileiro (PRB). O ato foi acompanhado pelo presidente da legenda, Marcos Pereira, e pelo líder do PRB na Câmara dos Deputados, deputado George Hilton (MG). Garnero pode concorrer a um cargo nas próximas eleições tendo como bandeira a área do Turismo.
O ato foi acompanhado pelo presidente da legenda, Marcos Pereira, e pelo líder do PRB na Câmara dos Deputados, deputado George Hilton (MG) Foto: PRB / Divulgação
O empresário já visitou 90 países. Segundo o PRB, ele "viveu mais de 2,8 mil experiências voltadas para o turismo, economia e gente e afirma que sua filiação ao PRB será para contribuir com ideias e projetos nesse segmento". "O turismo é a adrenalina de qualquer país do mundo e é inacreditável que o Brasil receba menos turistas do que Cuba e Costa Rica. O Brasil tem capacidade de receber 40 milhões de pessoas até 2017", disse.
Garnero apresenta o programa 50 por 1, na Record, e é amigo de longa data de Pereira, que já foi vice-presidente da emissora. "Minha amizade com o Marcos começou quando a gente começou a trabalhar em vários projetos no México e, à época, ele foi um dos responsáveis pelo programa 50 por 1, que já está na sexta temporada e ocupa o segundo lugar em audiência nos últimos cinco anos. Ele sempre foi um braço muito fiel na Record e muito amigo sempre", disse o empresário.
Marcos Pereira afirma que a ida de Garnero para o PRB vem sendo costurada desde que ele assumiu a presidência do partido, há dois anos. "Fico muito feliz e tenho a certeza que o nome e a experiência, sobretudo internacional, do Álvaro, só vai engrandecer o PRB. Ele vai nos ajudar, com a sua história, a resgatar a imagem da tão desgastada política brasileira", disse Pereira, que completou: "Estamos trabalhando em cima de qualidade ao invés de quantidade."

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Revendedores de veículos seminovos pedem redução de taxas

As dificuldades enfrentadas pelas revendas de automóveis seminovos no Rio Grande do Sul, especialmente em consequência dos recentes aumentos nas taxas do Detran, foram debatidas nesta segunda-feira (13), na Assembleia, pela Comissão Mista Permanente de Participação Legislativa Popular, em audiência pública coordenada pelo deputado Carlos Gomes (PRB).

O encontro contou com a participação de representantes de associações de revendedores gaúchos e catarinenses, além do diretor-técnico do Detran/RS, Ildo Szinvenski; do presidente da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores de São Paulo, Ilídio Gonçalves do Santos; do presidente da Associção de Revendedores de Veículos de Santa Catarina, Flávio Wolff; da Associação de Revendedores de Veículos de Santa Cruz do Sul, Fábio Caramello; e da Associação dos Revendedores de Veículos Automotores de Canoas, Décio Bonatto, entre outros.

No início da audiência, os revendedores expuseram aos parlamentares da Comissão Mista os problemas por que passa o setor em consequência do elevado valor das taxas cobradas pelo Detran nas transferências de veículos no Estado (sete vezes maior do que o cobrado no Rio de Janeiro, conforme expuseram), da burocracia imposta pela atual legislação, do desemprego que vem ocorrendo em razão da queda na venda dos seminovos e usados e da necessidade de mobilização da categoria por medidas que venham amenizar a crise no setor. Também protestaram pelos últimos aumentos de taxas impostos pelo governo gaúcho, num momento em que, conforme salientaram, o Detran é superavitário. Ainda, manifestaram-se contra o projeto de lei do governo do Estado de inspeção veicular ambiental, que tramita na Assembleia.
 
 
Ao final do encontro, o deputado Carlos Gomes elencou as três principais propostas e, acompanhado de uma comitiva de revendedores e os deputados João Fischer (PP) e Giovani Feltes (PMDB), entregou documento ao subchefe da Casa Civil, Cézar Martins:
  • redução dos valores das taxas, retirando-se o aumento efetivado pela lei 14.035/2012, mantendo-se somente o reajuste inflacionário;
  • isenção das taxas de transferência (incluindo vistoria e emissão de documentos) para as revendedoras quando da entrada do veículo no estoque; e
  • redução de 100% na base de cálculo do ICMS incidente sobre a comercialização de veículos usados por revendedores, como já ocorre em Estados como o Maranhão, Bahia, Espírito Santo e Pernambuco.

Além do deputado Carlos Gomes, compuseram a mesa dos trabalhos e solidarizaram-se com os revendedores os deputados Lucas Redecker (PSDB), Marcelo Moraes (PTB), Edson Brum (PMDB), Cassiá Carpes (PTB) e Jurandir Maciel (PTB).

Por: Renato Annes - MTE 4146 | Agência de Notícias - ALRS - Edição: Marinella Peruzzo - MTE 8764
Fotos: Jorge Fuentes